Commit 44ec0776 authored by gus's avatar gus
Browse files

Merge branch '3-traducao-do-documento-tor-relay-guide-para-portugues' into...

Merge branch '3-traducao-do-documento-tor-relay-guide-para-portugues' into '3-traducao-do-documento-tor-relay-guide-para-portugues'

Parte 3 do Tor Relay Guide

See merge request !4
parents 55b8ae08 c9f7988e
......@@ -175,4 +175,139 @@ Tempo ativo
- Tor não necessita de um tempo ativo intenso mas se seu Relay não
conseguir rodar por mais de 2 horas ao dia sua utilidade estará limitada.
Idealmente o Relay deverá rodar num servidor que rode 24/7. Tudo bem com
reinicialização e restart de daemons tor.
\ No newline at end of file
reinicialização e restart de daemons tor.
Parte três: informações legais, informações sociais e mais recursos
Considerações legais (para operadores de relay de saída)
Operadores de relay de saída devem compreender o risco potencial associado em
rodar um. Para a maioria dos operadores em quase todos os países,
pontes e relays de guarda/intermediário são de risco muito baixo. Os de saída
são os que apresentam preocupações legais, mas operadores sob a maioria das
circunstâncias serão aptos a lidar com os assuntos legais tendo uma carta de
resposta à abuso, hospedando o relay de saída de um lugar que não é sua casa e
lendo alguns dos recursos legais que advogados que apoiam Tor reuníram.
Recursos legais
O FAQ legal do Tor (​https://www.torproject.org/eff/tor-legal-faq.html.en)
escrito pela Electronic Frontier Foundation (EFF) responde a muitas perguntas
comuns sobre a operação de relays e a lei. Também indicamos a wiki do
Noisebridge para recursos legais adicionais:
https://www.noisebridge.net/wiki/Noisebridge_Tor/FBI. Em geral é uma boa ideia
consultar um advogado antes de decidir operar um relay de saída, especialmente
se você vive em um lugar onde operadores deste tipo foram incomodados ou se você
é o único na sua região. Entre em contato com sua organização local de direitos
digitais para verificar se eles tem recomendações sobre assistencia legal, e se
você não tem certeza quais organizações estão trabalhando na sua região, entre
em contato com a EFF para ver se podem te ajudar a entrar em contato com elas:
https://www.eff.org/about/contact.
Além disso, veja o guia de para relays de saída:
https://trac.torproject.org/projects/tor/wiki/doc/TorExitGuidelines
Respondendo a reclamações de abuso
Operadores podem juntar o seu modelo de resposta com algum dos vários modelos
que o Tor criou:
https://trac.torproject.org/projects/tor/wiki/doc/TorAbuseTemplates.
É importante responder a essas reclamações com um tempo razoável (geralmente
menos de 24 horas). Se o provedor ficar incomodado com a quantidade de abusos
reportados, você pode reduzir a quantidade de portas permitidas pela sua
política de saída. Por favor, documente sua experiência com novos provedores
nesta página da wiki:
https://trac.torproject.org/projects/tor/wiki/doc/GoodBadISPs
Outros documentos úteis:
- uma carta usada por Boing Boing para responder a uma intimação federal
norte-americana sobre seu relay de saída:
https://boingboing.net/2015/08/04/what-happened-when-the-fbi-sub.html
- modelos de resposta de abuso da Coldhak, uma organização do Canadá que
opera multiplos relays:
https://github.com/coldhakca/abuse-templates/blob/master/dmca.template,
https://github.com/coldhakca/abuse-templates/blob/master/generic.template
Rodando um relay com outras pessoas
Rodar relays é mais divertido com outras pessoas! Você pode trabalhar com o
departamento da sua universidade, o seu empregador ou instituto, ou uma
organização como Torservers.net para rodar um relay.
Torservers.net
Torservers é uma rede global de organizações independentes que ajudam a rede Tor
rodando relays com alta taxa de banda. Ser um parceiro do Torservers é um
bom jeito de ficar mais envolvido com a comunidade de operadores de relays, e
podem te ajudar a se conectar com operadores dedicados ao redor do mundo para
solidariedade e suporte. Para virar um parceiro do Torservers, a coisa mais
importante a se fazer é ter um grupo de pessoas (3-5 para começar) interessadas
em ajudar com as várias atividades necessárias para se rodar um relay. Deve
haver confiança mútua entre as pessoas do grupo, e os membros devem se
comprometer a operar um relay por um longo prazo. Se você não conhece ninguém
interessado no seu meio social em operar relays, um lugar para conhecer pessoas
é em um hackerspace próximo a você: ​https://wiki.hackerspaces.org/Hackerspaces
Quando você tiver um grupo confiável de pessoas, dependendo do seu país, é
comum ser aconselhado criar algum tipo de organização sem fins lucrativos/não
governamental. Isso é útil para ter uma conta bancária, propriedade
compartilhada, submissão à editais, etc. Em muitos países, operar um relay como
uma ONG em véz de como pessoa física pode dar alguma proteção legal.
Os próximos passos são descobrir o hardware, conexão e hospedagem a serem
utilizados. Dependendo do seu país e das conexões disponíveis pela comunidade
técnica da área, essa pode ser a parte mais difícil. Pequenos provedores de
internet (ISP) locais podem ter banda sobrando, e podem estar interessados em
ajudar seu grupo provendo um pouco de banda ou um espaço físico no servidor.
É extremamente importante manter boas relações com estes provedores.
Na sua universidade
Muitos departamentos de ciência da computação, bibliotecas universitárias,
estudantes individuais e docentes operam relays a partir da sua rede
universitára. Essas universidades incluem o MIT, Boston University, University
of Waterloo, University of Washington, Northeastern University, Karlstad
University, Universitaet Stuttgart e a Friedrich-Alexander University
Erlangen-Nuremberg. Os links das universidades públicas brasileiras fazem parte
do backbone da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), uma das melhores
conexões disponíveis no país. Para saber mais sobre como conseguir suporte para
um relay na sua universidade, verifique os documentos disponibilizados pelo EFF:
​https://www.eff.org/torchallenge/tor-on-campus.html.
Na sua empresa ou organização
Se você trabalha em uma empresa ou organização simpatizante do projeto Tor,
esse é um outro cenário ideal para operar um relay. Algumas empresas que rodam
um relay são Brass Horn Communications, Quintex Alliance Consulting e OmuraVPN.
Algumas organizações que também o fazem são Digital Courage, Access Now,
Derechos Digitales e Lebanon Libraries in New Hampshire.
Mais recursos
Parabéns, você é oficialmente um operador de um Tor relay! E agora?
Você pode verificar o tráfego e outras estatísticas do seu relay na nossa busca
de relay: https://metrics.torproject.org/rs.html (o seu relay aparecerá cerca
de três horas depois de você ter iniciado ele).
Existem mais informações sobre operar um relay no FAQ do Tor:
https://www.torproject.org/docs/faq.html.en#HowDoIDecide.
E, mais importante, não esqueça de enviar um email para tshirt@... e
reinvindicar sua camiseta de apoiador:
https://www.torproject.org/getinvolved/tshirt.html.
É a nossa maneira de agradecer por defender a privacidade e a liberdade de
expressão online.
Como reportar um erro nesse guia
Por favor, arquive um bilhete
(https://trac.torproject.org/projects/tor/newticket) de erro e escolha o
componente: Comunidade/Relay. Se você prefere não criar uma conta você pode usar
essas credenciais para reportar o bug anonimamente:
usuário: cypherpunks
senha: writecode
\ No newline at end of file
Markdown is supported
0% or .
You are about to add 0 people to the discussion. Proceed with caution.
Finish editing this message first!
Please register or to comment